Capa da Publicação

Esquadrão Suicida – Rumores dizem que a produção do filme foi apressada e conturbada!

Por Felipe de Lima

De acordo com uma matéria publicada pelo The Hollywood Reporter, a produção de Esquadrão Suicida foi conturbada e completamente apressada para conseguir manter a data de estreia. O Chefe da Warner Kevin Tsujihara diz que o diretor “David Ayer escreveu o roteiro em tipo, seis semanas, e partiu direto para as gravações”. Isso, em tese, teria desacelerado o processo e teria beneficiado Ayer, dando a ele mais tempo para trabalhar, já que adiar o lançamento do filmes não era uma opção. “Não é justo que você diga ao público o filme está chegando, faz grandes negócios ao redor do mundo, com grandes marcas, com os parceiros. É realmente algo muito complicado mudar a data de um filme que pode render muito dinheiro em mercadorias.”

A escolha de Ayer como diretor foi por necessidade. “Há um monte de gente que não quer dirigir esses filmes e isso é um grande problema”, diz um produtor sobre longas baseados em quadrinhos. “A grande parte desses caras querem estar completamente no controle do projeto, querem desenvolvê-lo por cinco anos, mas há uma máquina que tem de ser alimentada. É uma questão financeira.”

Uma fonte do TRH diz que os executivos da Warner ficaram nervosos com uma equipe desconhecida desde o início, e foram ficando cada vez mais preocupados depois da resposta negativa a Batman vs Superman: A Origem da Justiça. “Kevin estava realmente irritado com danos à marca”, diz um executivo.

Uma das principais preocupações dos executivos da Warner era que Esquadrão Suicida não entregasse a diversão e o tom frenético prometido nos trailers. Assim, surgiram duas versões do filme. Ayer continuou trabalhando na visão original, e a Warner começou a trabalhar em um corte diferente, sendo ajudada pela empresa que fez os trailers. Vários editores trabalharam na versão da Warner, mas apenas John Gilroy é creditado. O TRH ainda afirma que o editor foi substituído nos momentos finais.

Em maio, a versão de Ayer e uma versão mais leve feita pelo estúdio foram testadas com o público. É relatado que houveram discrepâncias entre as reações. No entanto, Ayer aparentemente concordou e participou do processo. Uma vez que o feedback sobre as duas versões foi analisado, ficou claro que era possível chegar a “um consenso”, e a versão da Warner venceu. Para satisfazer o estúdio, entretanto, seria necessário milhões de dólares para a filmagem de cenas adicionais. Uma fonte do site afirma que houve uma discussão voraz onde o ego falou mais alto do que a calma. Claramente nem tudo estava bem resolvido com Ayer. “Ele estava sob muita – muita- pressão,” diz a fonte.

A Warner, em seguida, se recusou a financiar o próximo projeto de Ayer, Bright, que é estrelado por Will Smith. Isso fez com que o diretor fosse à Netflix, onde conseguiu um acordo de 90 milhões de dólares para o filme. No entanto, depois da frustração, um corte diferente de Esquadrão Suicida foi exibido para espectadores teste, e as reações positivas do público fizeram o clima otimista retornar para a produção.

Apesar das recentes críticas negativas ao mais novo filme do Universo Estendido da DC, analistas afirmam que Esquadrão Suicida dificilmente sofrerá com uma grande relação entre as reviews e a bilheteria como aconteceu com Batman vs Superman. Ao mesmo tempo, é dito que a Warner vai focar em construir uma base de fãs para o DC Filmes da mesma maneira que a Marvel Studios vem fazendo ao longo dos últimos oito anos. Atualmente, é esperado que Esquadrão Suicida arrecade cerca de 800 milhões de dólares no mundo todo.

Esquadrão Suicida estreia amanhã!

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe de Lima

Pelo poder da verdade, eu, enquanto vivo, conquistei o universo. Me segue no twitter @tearsgodown