Capa da Publicação

Paul Bettany fala sobre futuro do Visão após Vingadores: Era de Ultron

Por Leo Gravena

Durante uma recente entrevista para seu papel em “Mortdecai: A Arte da Trapaça”, Paul Betanny falou um pouco sobre interpretar o Visão em Vingadores: Era de Ultron, e deixou a entender que ele sabe o que irá acontecer a seguir com o androide. “Isso é a melhor coisa de trabalhar na Marvel, pra mim,” disse o ator inglês sobre assinar um contrato para diversos filmes. “Eu nunca soube se teria um trabalho a cada seis meses na minha vida. Agora eu sei que eles têm planos e eu posso ser mais seletivo sobre o que faço fora desse trabalho. Posso esperar pela coisa certa aparecer e me sentir atraído por aquilo”. Betanny revelou, após, que ele não havia visto nenhum dos filmes da Marvel até saber que seria o Visão em Era de Ultron.”Eu fiz muita pesquisa… E minha pesquisa foi ver todos os filmes,” ele disse, rindo. “Eu percebi que eles estavam todos ligados e eu queria entender o universo no qual estava inserido. Então eu assisti e foi uma experiência muito incrível e divertida – principalmente porque estou saindo desse pequeno filme, filmado em 20 dias com nenhum dinheiro e nenhum trailer, para esse filmes monstruosamente grande é fantástico.” Ao que ele continuou, “Todos fazem com que eu me sinta em casa e eu não tenho algo ruim para falar – eles são pessoas divertidas e muito criativas. Eu nunca vi sets de filmagem tão grandes na minha carreira. Eu nunca vi sets daquele jeito. Estávamos em sets que pareciam toda uma cidade!”

Mesmo não tendo visto o Visão em nenhum trailer, o androide criado por Ultron já apareceu em brinquedos e artes promocionais. Contudo, não é uma grande surpresa que a Marvel tenha mais planos para ele. E provavelmente Bettany está se referendo as duas partes de “Vingadores: Guerra Infinita” como seu próximo trabalho. Contudo, ele também poderia aparecer em Capitão América: Guerra Civil antes. O que você acha?

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."