Capa da Publicação

Andrew Garfield diz que ser o Homem-Aranha foi incrível e desencantador!

Por Leo Gravena

“Haviam coisas incríveis nisso e também haviam coisas privilegiadas, com as quais lutei contra e então haviam coisas bem desencantadoras que ocorreram,” ele relembrou em entrevista com o The Independent enquanto promovia seu novo filme, 99 Homes.

A fama que veio com interpretar o Homem-Aranha teve seu preço. A pressão sobre ele era bem grande para que ele agisse de certa forma para aumentar seu status de celebridade, e muitas vezes ele se sentiu como se estivesse se separando do mundo real quando acreditava em sua própria hype. “Eu comecei a sentir que estava me separando do mundo e da minha comunidade e isso me atingiu de uma maneira bem triste e assustadora, e eu pensei ‘Oh p***a, não posso viver assim. Não posso ser essa coisa que estão pedindo que eu seja.”

O ator também não liga muito para o fato de que seus dois filmes como o Espetacular Homem Aranha faturaram um bilhão e meio de dólares no mundo todo, dizendo: “Hollywood é o epicentro do valor mundial, onde uma peça de arte é julgada, não por quantas vidas tocou ou quais mudanças fez, mas por quanto dinheiro um filme faz. Apenas ali ele será um sucesso. Ou enquanto o filme ganhar prêmios, então é um sucesso, e é digno de estar aqui.”

Ao final do assunto, ele deixa claro que não pretende voltar a se separar do mundo como fez na época em que era o Homem-Aranha, deixando claro que: “Me sinto com sorte que eu agora tenho a noção de quando algo é prejudicial e pode me separar do mesmo do mundo, eu realmente quero estar no mundo, mesmo sendo doloroso. Prefiro estar no mundo do que em uma torre de marfim em algum lugar por ai.”

Tom Holland será o novo Peter Parker/Homem-Aranha, que estreará em Capitão América: Guerra Civil, que chega aos cinemas em 28 de abril de 2016!

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."