Capa da Publicação

Simon Kinberg fala sobre o futuro da Marvel/Fox nos cinemas!

Por Gus Fiaux

O site ComicBook conseguiu entrevistar Simon Kinberg, produtor de X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido, Quarteto Fantástico e Deadpool. Perguntado sobre vários aspectos do universo cinematográfico da Fox, Kinberg ofereceu algumas atualizações sobre as próximas adaptações de quadrinhos da Casa das Ideias. Abaixo, a extensa entrevista.

Falando sobre Dias de um Futuro Esquecido, houve um grupo de fãs que desdenhavam do visual do Mercúrio no filme. Entretanto, após o lançamento do filme, o personagem chegou a ser chamado de destaque e foi um dos favoritos pelos expectadores. Você sente orgulho sobre essa mudança de recepção e tem planos para usar o personagem em filmes futuros?

Sim, estou muito orgulhoso com a maneira que ele se sobressaiu no filme, e acho que o maior crédito se deve a Bryan Singer.

Apenas para relembrar, eu escrevi o roteiro original, e antes de Bryan vir a ser o diretor, aquele papel era de um jovem Fanático, e não do Mercúrio. Bryan leu o roteiro e disse que achava que já tínhamos visto o personagem ter seus poderes explorados em X-Men 3, e que queria um novo mutante. Ele fez uma lista e escolheu Mercúrio, pois tinha uma visão clara para o personagem e seu poder em cena. Ele viu alguns vídeos de fotografia de alta velocidade no youtube e sabia como fazer a cena.

E você sabe, quando se está fazendo um filme, especialmente um assim, há sempre muitas críticas. Todos reclamam baseados em fotos tiradas sem nenhum contexto, ou outras coisas que nem sequer estão no filme. Mas mostrando o filme para amigos e família, e desde a primeira exibição, a cena da cozinha recebeu uma recepção incrivelmente positiva, o que não me deixou preocupado para o lançamento.

Então sim, eu amo a maneira como o personagem acabou sendo, e amo ter ele como personagem. Definitivamente queremos ver mais dele. Foi muito bom de se trabalhar, e sempre há uma energia diferente em trazer outros personagens para a tela. Para mim, o que há de melhor no Mercúrio não é só seu poder, mas sua atitude, que é diferente de qualquer X-Men que já vimos no cinema.

Quicksilver-X-Men-Days-Of-Future-Past

Além da franquia dos X-Men, você também está envolvido na do Quarteto Fantástico, e no caso é um reboot total, assim como Dias de um Futuro Esquecido usou algumas manobras para renovar a série. Você sente que esses métodos são mais arriscados ou difíceis de se executar, ou é apenas questão de com qual propriedade você está lidando?

Acho que varia. Não acho que existe uma regra dura e rápida. Como roteirista, especialmente, sinto como se fosse tudo difícil. O desafio com esses universos grandes é que, primeiro, existe muito material para se inspirar. Você tem que fazer decisões sobre o que quer incluir e excluir. E em segundo lugar, há muita pressão. Quando está apenas contando uma história, quer se focar em tentar contar a melhor história possível.

Sabe, nós meio que fizemos um reboot com Primeira Classe. Obviamente, não foi o mesmo que apagar a cronologia e começar com novos personagens, mas começar do zero com os personagens mais novos.

Eu não sei. Digo, acho histórias de origem mais fáceis de se contar, apenas porque você tem um primeiro ato já definido, sabe? Os personagens precisam se conhecer e se transformar em um certo ponto, e então reagir às transformações. É diferente quando está usando personagens em suas vidas já formadas. É, para mim, mais complicado, e talvez um pouco mais complexo.

fantastic4

Sobre Quarteto Fantástico, ouvimos muitos rumores sobre um possível crossover entre as franquias. Ouviram algo disso no estúdio, e se ouviram, é algo em que você se interessa?

Para ser honesto, estou focado em cada um dos filmes. Estou focado em Quarteto e tentando fazer o melhor filme possível. E estamos nos preparando para X-Men – Apocalypse, então são meio que dois trabalhos em tempo integral.

Amo os personagens de Quarteto Fantástico, e amo o novo elenco. E obviamente amo os personagens e o elenco de X-Men. Então, hipoteticamente, a noção de colocá-los em um único filme é intrigante, e há coisas divertidas que foram feitas nos quadrinhos. Então não é algo fora de cogitação.

Há um burburinho sobre um filme solo do Gambit. Quais personagens que você escreveu para X-Men que você acha que mereçam seus próprios filmes solos, além de Gambit, e claro, o Wolverine?

E o Deadpool.

deadpool0624131600jpg-50ef4d

E o Deadpool, claro.

Deadpool terá seu próprio.

Todos os personagens são intrigantes para mim. Não acho que quero necessariamente filmes solo, mas se está perguntando meus personagens preferidos, Magneto sempre foi um deles. É meu personagem favorito de quadrinhos, e amo o que Fassbender fez com ele.

Acho que há vários personagens realmente intrigantes. Raven é muito fascinante e acho que a maneira na qual a construímos agora, meio que como filha de Charles e Erik. Alguém que carrega as duas filosofias e também é independente. Acho que pode-se falar isso sobre muitos deles.

Parte do que eu amo é sobre nivelar a densidade dos roteiros dos X-Men. Dias de um Futuro Esquecido, para mim, é o melhor exemplo disso até agora. E fizemos algo com uma história muito maior do que a contada em duas horas. Há muito desenvolvimento de personagem, mesmo com 10 personagens principais. Não sei, adoro os filmes de equipe, mas os quadrinhos certamente nos mostraram que dá para contar algo próprio de qualquer personagem.

167762

Você mencionou o filme do Deadpool. Tem algum envolvimento nisso ou está coordenando algo nos filmes dos X-Men?

Há definitivamente um tipo de plano que estamos falando sobre os X-Men e seu universo. E o Deadpool é parte disso. Então sim, acho que faz parte da cronologia e do processo desses filmes, os quais alguns são inspirados pelos quadrinhos e outros pela própria maneira como a Marvel tem tratado os seus próprios filmes, montando uma grande tapeçaria e juntando tudo, mesmo que cada filme seja independente. O mesmo plano nos guia com os X-Men na Fox.

Olhando para Apocalypse, há geralmente dois tipos de história envolvendo o personagem: uma na qual ele sequestra algum X-Men e o transforma em seu cavaleiro e Era do Apocalipse, que se trata de outra realidade e cronologia, assim como Dias de um Futuro Esquecido. Qual das duas vocês estão procurando seguir, ou até mesmo as duas, ou estão tentando fazer algo fora do que se espera para o personagem?

Não quero me aprofundar pois ainda estamos no processo de fazer nossas decisões criativas, mas acho que direi que, sempre tentamos honrar nossas histórias favoritas, e serei bem vago quanto a isso. Há coisas que serão originais, e coisas que os fãs reconhecerão dos quadrinhos, e algo que crescerá dos personagens e de suas dinâmicas em Primeira Classe e Dias de um Futuro Esquecido.

Apocalypse_Titan

Tem alguma história favorita envolvendo o personagem?

[Risos] Acho que contar isso seria entregar de bandeja. Honestamente, adoro falar isso mais descontraído, mas sinto que, por estarmos ainda fazendo decisões, e como fã – acho que as pessoas querem saber das coisas, mas não quero revelar muito e deixar os fãs serem surpreendidos. Acho que é como fizemos com Dias de um Futuro Esquecido. Obviamente as pessoas conheciam a história principal, mas aprenderam lentamente algumas das decisões que fizemos ao longo do processo. E acho que foi divertido. Foi também orgânico para nosso processo, com Bryan Singer e Lauren Shuler Donner, e com os atores. Evolui. Evolui assim que acontece, pois estamos abertos para qualquer ideia boa e nova. Apenas fico em silêncio e você verá.

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux