Capa da Publicação

James Gunn responde crítica a Guardiões da Galáxia!

Por Leo Gravena

Como parte de um gigantesco post no facebook falando sobre a má-interpretação de um recente podcast, o diretor de Guardiões da Galaxia, James Gunn, falou sobre uma recorrente reclamação no filme: o walkman de Peter Quill, suas baterias e a incrível Mix Tape deveriam ter morrido anos atrás. Sua resposta para as críticas (grande parte delas estão neste vídeo) é a mesma de diversos fãs ao defender o filme.

“Estou recebendo muitas perguntas sobre as baterias AA no walkman do Quill, e como elas sobreviveram por tanto tempo,” Gunn escreveu “PESSOAL, ELES TÊM TECNOLOGIA ALIENÍGENA PARA VIAJAREM MAIS RÁPIDO QUE A LUZ ENTRE PLANETAS. Eu acho que eles devem ter encontrado uma fonte de poder alternativa para o walkman e eles provavelmente tem tecnologia para diminuir a degradação da fita. Isso parece algo óbvio para mim”.

A maioria das críticas, contudo, podem ser consideradas irônicas. Havia, inclusive, um vídeo circulando tempos atrás em que era mostrado como a fita estaria após vinte e seis anos de uso contínuo, porém contava em sua descrição que o filme era incrível e os criadores estavam apenas se divertindo usando fatos científicos. Ainda assim, várias pessoas, aparentemente, estavam bombardeando as mídias sociais de James Gunn com perguntas sobre esta e outras pequenas futilidades nos últimos meses, fazendo com que ele se sentisse obrigado a respondê-las.

O assunto, aparentemente, se tornou apenas uma implicância. “Comecei a assistir, mas tive que rolar meus olhos e desligar depois das coisas com as baterias AA”, disse Gunn sobre o vídeo “Tudo o que há de errado com Guardiões da Galáxia”.

O principal assunto da atualização em sua pagina: A confusão de recentes comentários sobre rumores da possível união de Vingadores e Guardiões – é uma discussão gasta; Gunn já disse diversas vezes que sabendo, ou não, o que irá acontecer, ele não pode revelar nada. Assim, qualquer notícia que de um “sim” ou “não” definitivo para a questão, está incorreta.

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."