Capa da Publicação

James Gunn fala sobre segredos de Guardiões da Galáxia!

Por Mike Sant'Anna

Desde a sala do Colecionador até o Bebê Groot dançando. Primeiramente sobre um Tour na sala do colecionador, ele disse:

“Existem criaturas rastejantes do meu filme Seres Rastejantes atrás do Colecionador, esses caras eram bem óbvios, você tinha o casulo de Adam Warlock, você tinha um monte de gente de outros filmes da Marvel; um elfo negro, que é interpretado por Doug Jone, um de nossos dublês. Eu posso dizer que esse provavelmente não é o único museu do Colecionador. Provavelmente existem outros espaços onde ele guarda sua vasta e incrível seleção. Aquela é apenas sua ala de Knowhere” Sobre o bebê Groot dançando, logo antes dos créditos entrarem, Gunn falou: “Pequeno spoiler para o público, aquela árvore dançando sou eu. Não capturaram meus movimentos, mas sou 100% eu ali dançando…Honestamente, aquela cena era suposta para ser exibida no meio dos créditos ou no fim dos créditos, mas quando nós mostramos para o público de teste, eles amaram tanto! que a gente ficou tipo ‘Nós não queremos que as pessoas levantem no meio dos créditos e percam isso’ Então nós botamos logo depois da parte ‘Os Guardiões da Galáxia retornarão'”

Em outra entrevista, James falou sobre Thanos, as Jóias e a Manopla do Infinito. Sobre os Guardiões ele disse: “Essas são pessoas que vêem um pouco mais do panorama completo porque é onde eles estão, eu acho. Na Terra, esses outros caras, Os Vingadores, eles não estão muito ligados no grande panorama. Eles apenas estão vendo um pequeno pedaço dele (…) O Colecionador está…ele tem todas as luzes acesas. Nós conversamos mais cedo sobre ter Thanos no filme, oque, acredite em mim, eu estava empolgado de ter Thanos no filme porque A) Eu amo Thanos B)Eu queria que as pessoas que tivessem visto Vingadores fossem ver o filme porque eles estavam conectados. Não foi difícil pra mim ter Thanos no filme. Por mim, eu criei um grupo de personagens com pontos na trama que eu queria escrever e as coisas que estão conectadas com o resto do universo Marvel são muito animadoras para eu fazer parte. De apenas sentar e escrever o que são as jóias do infinito, eu tive que sentar e criar para o universo inteiro da Marvel, e contruir no universo da Marvel, porque eu tinha que criar isso. Foi muito excitante pra mim.”

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Mike Sant'Anna

Eu sou o melhor no que eu faço, mas o que eu faço... É bem retardado.