Capa da Publicação

Escola proíbe brincadeiras envolvendo Super-Heróis

Por Felipe Lima

Óbvio que não deu muito certo, mas a ideia de que histórias, quadrinhos e desenhos são perigosos, ainda existe. Desta vez, está se mostrando em uma pré-escola, que baniu “Brincadeiras de Super-Herói”. O que é realmente ofensivo, é o que os coordenadores pediram aos pais para fazer.

A foto da carta que foi enviada aos pais no dia 17 de maio, foi postada na internet e ganhou muita repercussão quando um pai afirmou não querer que seu filho frequente tal escola.

Anti-Superhero-Letter-Cover-reredacted-576x768

Aí está a carta (em inglês) e, logo abaixo, a tradução:

17 de Maio de 2013

Pais, nós precisamos de sua ajuda!
Recentemente, foi chamada nossa atenção para o fato da imaginação de nossos alunos da pré-escola estar se tornando perigosa e hiperativa, causando lesões aos seus colegas. Embora nós encorajemos o pensamento criativo e as brincadeiras com imaginação, não queremos que nossas crianças se machuquem. Lutas, brincadeiras de Super-Heróis e jogos de monstros não serão permitidos aqui, na escola ***. Em acréscimo, pedimos que monitorem as mídias que as crianças estão acessando. Encenações de filmes e programas de televisão estão sendo feitos durante o recreio, na escola.

A segurança e o bem-estar dos seus filhos é a nossa principal preocupação.

Sinceramente,

Os diretores.

A discussão gerada por essa carta está enorme. A escola está sendo duramente criticada, primeiramente, pelos erros de gramática (nós traduzimos com correções) e também estão sendo acusados de falta de profissionalismo.
A carta fala em “lesões”, que provavelmente, não passam de um joelho esfolado, um roxo na perna ou algum arranhão. Crianças se machucam, lidem com isso! É difícil imaginar como uma escola encoraja a criatividade e a imaginação, censurando desenhos e quadrinhos. Há quem apoie a escola com o velho argumento de que “os games tornam a pessoa violenta, o fulaninho lá matou o outro por causa de jogo”.

Você, adolescente ou adulto, que assistia, lia e brincava com seus super-heróis favoritos durante a infância, o que pensa disso?

Essa matéria foi postada originalmente no site proibidoler, resolvi trazê-la pra Legião, com seus devidos créditos, pra discutirmos um pouco sobre a atitude dessa escola.

Fonte: proibidoler

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Lima

Apaixonado por música, viciado em internet, cinema, Tony Hawk Pro Skater, The King of Fighters e Cuphead. Colecionador de Funko e action figures em geral.